Blog Dicas Gestão de RH

Ver todos posts do Blog

Como criar uma estratégia de recompensas na sua empresa com a remuneração variável

Salários competitivos costumam ser um dos pontos elencados quando se fala sobre remuneração e formas de manter os talentos de uma empresa. Mas você sabia que existem outras maneiras de pagar os seus colaboradores e reconhecer seu desempenho e dedicação ao serviço? No post de hoje, vamos falar sobre como criar uma estratégia de recompensas na sua empresa com a remuneração variável.

Mas antes de trazermos algumas dicas para você saber de que modo pode aplicar isso nas suas rotinas de recursos humanos, vamos entender um pouco do conceito e o que vem a ser essa maneira de remunerar os talentos de uma empresa. Está preparado? Então, vamos lá!

Afinal, o que é a remuneração variável?

Existem duas formas de pagar os trabalhadores de uma empresa: a remuneração fixa e a variável. A fixa é aquela que corresponde ao salário do colaborador. Portanto, diz respeito à quantia de dinheiro que ele faz jus pelo serviço/cargo/função que desempenha dentro da organização e acordada no momento da contratação.

Já a variável costuma estar associada a um complemento desse salário e surge como uma possibilidade de reconhecer individualmente o desempenho de cada profissional. Ela funciona como uma espécie de recompensa. Assim, fazem parte desse grupo, as chamadas bonificações ou comissões por resultados alcançados.

Por exemplo, além do salário habitual, suponhamos que sua empresa decide pagar um valor a mais aos colaboradores que baterem as metas definidas para um determinado período. Isso é remuneração variável.

Mas quais as vantagens da remuneração variável na sua empresa?

Agora que você já sabe o que compreende a remuneração variável, é importante entender porque essa pode ser uma boa alternativa em sua gestão de recursos humanos. As vantagens desse tipo de remuneração são muitas. A primeira delas é o incentivo à qualidade das entregas realizadas.

Ao premiar os colaboradores pelo seu desempenho, esse tipo de remuneração estimula o esforço por melhores resultados. Logo, você passa a ter um público interno mais comprometido com a excelência e se empenhando cada vez mais em atingir as metas e conquistar os indicadores de performance estabelecidos.

Segundo, a remuneração variável serve como uma forma de motivação. Ao verem seu empenho reconhecido, os funcionários se engajam mais e se sentem valorizados. Isso gera um sentimento de identificação que leva ao terceiro benefício: retenção de talentos. Aplicar a remuneração variável na sua empresa é também uma forma de manter os melhores profissionais por perto. Afinal, você não vai querer vê-los trabalhando mais e melhor para a concorrência, não é mesmo?

Mas diante disso tudo como criar uma estratégia de recompensas na sua empresa com a remuneração variável?

Entendido o conceito e enumeradas as vantagens, você deve estar ansioso (a) para saber como criar uma estratégia de recompensas na sua empresa com a remuneração variável. Então, preste bastante atenção e vamos lá. Primeiramente, é preciso seguir algumas diretrizes na hora de montar e executar essa estratégia. Para isso, devemos começar pelo planejamento. Mas como assim? Vamos te explicar agora

Planejar é o primeiro passo de como criar uma estratégia de recompensas na sua empresa com a remuneração variável

Esse é o momento de definir o que sua empresa pretende alcançar ao implementar a remuneração variável? O estabelecimento desses objetivos é fundamental para guiar o modo como tal política de pagamentos será conduzida. Assim, saber o que você pretende por meio dela é importante ainda para escolher qual será o tipo de recompensa escolhido.

Na etapa de planejamento, é fundamental também fazer uma avaliação da viabilidade financeira. A empresa dispõe de recursos suficientes para bancar essas retribuições? Essas recompensas podem ser oferecidas sem prejudicar o caixa da empresa? Ter respostas para questões como essas são vitais para criar uma estratégia de recompensas na sua empresa com a remuneração variável.

Avaliar e escolher entre os tipos de remuneração variável existentes

Feito o planejamento, é hora de decidir qual será a remuneração variável utilizada em sua estratégia. Bônus por metas alcançadas, gratificações, prêmios, incentivos e comissões são alguns exemplos de recompensas. Mas a melhor vai depender dos objetivos traçados em seu planejamento, dos colaboradores da sua empresa e do porte do seu negócio.

É importante avaliar cada uma e escolher aquela que mais se ajusta à sua realidade. Nessa etapa também, é hora de definir como essa retribuição será

Envolver o time interno também te ajuda a como criar uma estratégia de recompensas na sua empresa com a remuneração variável

Feito todo o planejamento e definida a forma da remuneração variável, é importante comunicar aos colaboradores como vai funcionar essa estratégia de recompensas. É importante envolver o seu público interno, com uma comunicação clara sobre essa política, como vai funcionar, a que se destina e como conseguir as retribuições.

Essa é uma forma de conquistar a adesão dos funcionários e garantir o sucesso do projeto. Além disso, é importante estabelecer e deixar claros os indicadores a serem perseguidos pelos profissionais bem como fazer regularmente uma avaliação dos resultados alcançados. Assim, tanto a empresa quantos os colaboradores saem ganhando.

E aí conseguiu perceber como criar uma estratégia de recompensas na sua empresa com a remuneração variável? Ela vai te ajudar a impulsionar sua política de recursos humanos e contribuir com o sucesso do negócio. Tem alguma dúvida? Converse com a gente aqui embaixo nos comentários ou em nossos perfis no Facebook e no Instagram.





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *