Solicite uma Proposta
Voltar
2068

Dissídio Salarial: Saiba O Que é e Como Funciona!

Provavelmente você já deve ter visto falar em dissídio salarial, principalmente quando chegamos perto do ano novo. Para você gestor, é de suma importância entender o que é, como funciona e a importância disto para os seus colaboradores.

Pensando nisso, resolvemos escrever este artigo, para ajudar você a entender melhor do que se trata esse termo.

Mas antes, vamos falar que é justo ter reajuste salarial e é sempre legal por em pauta com o sindicato da classe dos seus colaboradores.

Sabendo disso, muitas empresas esbarram na escolha da estratégia correta para reajustar o seu pagamento. Por isso resolvemos escrever este pequeno guia com todas as informações sobre o tema para você, gestor.

O que é dissídio salarial?

Para quem não conhece, dissídio salarial nada mais é do que o reajuste do salário com base na inflação. O que muitos chamam de aumento salarial, na verdade é um reajuste que os sindicatos cobram de acordo com a inflação, para manutenção do poder de compra.

Sendo assim, temos aqui uma disputa política, de um lado os empresários e de outro os colaboradores.

Qual a diferença dissídio e aumento salarial?

O que muitas empresas colocam como aumento salarial no fim do ano, na verdade é apenas um reajuste que é solicitado com base na inflação. Para ser considerado de fato um aumento salarial, ele tem que ser maior do que a perca do poder de compra no mercado.

Imagine que a inflação esteja em 5% no ano e a empresa fornece um reajuste salarial na casa dos 6%, não houve aumento de 6% e sim de 1%.

Desta forma, neste exemplo, temos 5% de dissídio e 1% de aumento salarial.

Você conseguiu entender melhor o assunto? Pois bem gestor, continuando…

Quem tem direito ou não?

Entenda que, a regra é: todos têm direito a receber o dissídio, independente da sua categoria de trabalho. Exceção: trabalhadores que recebem acima do piso salarial.

É dever do RH deixar isso de forma clara para os seus colaboradores, uma vez que é necessário que entendam quem tem direito e quem não tem.

Como funciona o dissídio salarial?

O processo de dissídio salarial é composto por etapas que envolvem a participação dos sindicatos e dos representantes dos trabalhadores e empregadores. Inicialmente, as partes tentam negociar entre si para chegar a um acordo. Se não houver consenso, é instaurado o dissídio salarial, que é conduzido pela Justiça do Trabalho.

Qual o valor correto do dissídio?

O valor é dado em cima da inflação, como já falamos anteriormente. Entretanto, é comum que as empresas cheguem em comum acordo com os sindicatos em audiênciais.

Não é regra, esse valor ser igual, as vezes pode ser menos, ou até menos, nem existir. Tudo vai depender do acordo entre as partes.

Para calcular o valor correto, é bem simples, se você ganha R$1000,00 (valor de exemplo), e o dissídio for de 5%, você receberá R$50,00 de reajuste.

Motivos Para Se Fazer o Dissídio!

Existem vários motivos pelos quais uma empresa e seus funcionários podem considerar a instauração de um dissídio salarial. Alguns dos mais comuns incluem:

Divergências entre as partes

Quando a empresa e seus funcionários têm visões divergentes sobre o valor justo do salário, pode ser necessário iniciar um dissídio salarial para resolver o impasse. Isso pode ocorrer quando a empresa acredita que os salários estão adequados, mas os funcionários consideram que deveriam receber mais, ou vice-versa.

Poder de compra

A inflação pode ter um impacto significativo no poder de compra dos salários. Se a inflação está aumentando mais rapidamente do que os salários, isso pode levar a uma perda de poder aquisitivo para os funcionários. Um dissídio salarial pode ser instaurado para ajustar os salários de acordo com a inflação e garantir que os funcionários não sofram uma queda no seu poder de compra.

Mudanças no mercado de trabalho

As mudanças no mercado de trabalho podem afetar a demanda e oferta de mão de obra em determinadas áreas, o que pode levar a um aumento ou diminuição da remuneração oferecida. Se a empresa acredita que precisa oferecer salários mais altos para manter ou atrair funcionários em uma área específica, pode ser necessário instaurar um dissídio salarial para fazer os ajustes necessários.

Aumento da produtividade

Se a empresa perceber um aumento significativo na produtividade dos funcionários, pode ser justificável oferecer um aumento salarial.

Resumo

Fala gestor, agora que você já sabe do que se trata dissídio salarial, está na hora entender como a Nutricash pode ajudar você.

As nossas soluções tornam os setores de RH mais moderno, tecnológico e agéis. Não perca tempo, e clique aqui para conhecer as nossas novidades do mundo dos Recursos Humanos.

Facilite a sua vida, facilite com Nutricash.