Solicite uma Proposta
Voltar
1419

Rescisão Indireta: Saiba o que é e quando utilizá-la para garantir a gestão eficiente dos recursos humanos

Caro gestor de RH,

No âmbito trabalhista, é fundamental estar ciente das ferramentas disponíveis para proteger os interesses tanto dos colaboradores quanto da empresa. 

Nesse contexto, a rescisão indireta surge como uma opção quando há um descumprimento grave por parte do empregador. Neste artigo, exploraremos detalhadamente o que é e quando ela pode ser utilizada e os procedimentos necessários para sua efetivação. 

Além disso, ao final, você será convidado a conhecer as soluções da Nutricash, uma empresa especializada em tecnologias que facilitam a gestão de recursos humanos em todo o Brasil, incluindo gestão de benefícios e vale alimentação.

Entendendo a rescisão indireta

Pode ser definida como o encerramento do contrato de trabalho por iniciativa do empregado devido ao descumprimento grave das obrigações contratuais por parte do empregador. Diferentemente da rescisão por justa causa, nela é o empregado quem toma a iniciativa de romper o vínculo empregatício.

Situações em que é possível utilizá-la

Pode ser aplicada em diversas situações, tais como atraso reiterado de salários, falta de pagamento de verbas rescisórias, descumprimento de obrigações contratuais, assédio moral, desvio de função, exposição a riscos à saúde e segurança, entre outros. 

Essas situações podem afetar negativamente o ambiente de trabalho e a motivação dos colaboradores, sendo importante que o gestor de RH esteja ciente delas.

Procedimentos!

Para efetivá-la, o colaborador deve seguir alguns passos importantes. Inicialmente, é fundamental reunir provas e documentação que evidenciem o descumprimento grave do empregador, como registros de atrasos de pagamento, cópias de e-mails, testemunhas, entre outros. 

Em seguida, é necessário notificar o empregador por escrito, concedendo-lhe um prazo para regularizar a situação antes de efetivá-la.

Consequências Da Rescisão Indireta

Neste caso, o empregador está sujeito a diversas consequências jurídicas, como o pagamento de verbas rescisórias, multa de 40% sobre o FGTS, aviso-prévio indenizado, seguro-desemprego, entre outros. 

É importante que o gestor de RH esteja ciente dessas obrigações para garantir o cumprimento da legislação trabalhista e evitar prejuízos financeiros à empresa.

Recomendações e cuidados

Ao considerá-la, é fundamental que o colaborador busque orientação de um advogado especializado em direito trabalhista para garantir que todos os trâmites legais sejam seguidos corretamente. 

Além disso, é necessário entender os prazos legais e as implicações financeiras, bem como avaliar as consequências pessoais e profissionais da rescisão indireta.

Conclusão

Neste artigo, abordamos detalhadamente a rescisão indireta, um instrumento importante para a proteção dos direitos dos trabalhadores e para garantir uma gestão eficiente dos recursos humanos. 

É fundamental que gestores de RH estejam familiarizados com essa alternativa e entendam os procedimentos envolvidos.

Perguntas Frequentes

Aqui uma lista de perguntas frequentes sobre Rescisão Indireta:

Quando o funcionário pode pedir rescisão indireta?

O funcionário pode pedir quando ocorrer um descumprimento grave das obrigações contratuais por parte do empregador.

O que cabe uma rescisão indireta?

Ela cabe quando há descumprimento grave das obrigações contratuais por parte do empregador, prejudicando o ambiente de trabalho e afetando os direitos do trabalhador.

Como provar uma rescisão indireta?

É importante reunir provas e documentação que evidenciem o descumprimento grave do empregador, como registros de atrasos de pagamento, mensagens, testemunhas, entre outros.

Quais são os casos de rescisão indireta do artigo 483 da CLT?

O artigo 483 da CLT lista situações que configuram descumprimento grave do empregador, como atraso reiterado de salários, exposição a riscos à saúde, assédio moral, entre outros.

Precisa de advogado para rescisão indireta?

Embora não seja obrigatório, é recomendado buscar o auxílio de um advogado especializado para orientação e garantir que o processo seja conduzido corretamente.

Quem entra com rescisão indireta tem direito a Seguro-desemprego?

Sim, em casos de rescisão indireta, o trabalhador tem direito a receber o seguro-desemprego, desde que preencha os requisitos estabelecidos pela legislação.

Quanto tempo dura o processo de rescisão indireta?

O tempo de duração do processo varia de caso para caso, dependendo da complexidade e dos trâmites legais envolvidos. Não há um prazo específico, sendo necessário seguir os procedimentos corretamente e acompanhar com um advogado especializado.