Solicite uma Proposta
Voltar
2531

Capital Humano: O Que É, Desenvolvimento e Valorização

Quando falamos de capital humano, estamos falando da capacidade intelectual desenvolvida por pessoas com base na sua experiência teórica e prática.

Este é assunto cada vez mais recorrente em palestras, cursos, eventos e empresas de recursos humanos. Isso porque, com o avanço da tecnologia, estar se tornando cada vez mais escasso grandes talentos, ou seja, pessoas com grandes capacidades intelectuais de pensar, agir e liderar de maneira diferente.

Com base nisso tudo, precisamos falar sobre capital humano e porquê cada vez mais as empresas estão em busca do seu desenvolvimento e valorização.

Esperamos contribuir com seus estudos e boa leitura!

Escute o conteúdo do artigo e não perca nenhum detalhe!

O que é capital humano?

Capital humano é uma expressão utilizada para descrever aqueles ativos que estão diretamente relacionados à força de trabalho humana. Esses ativos podem incluir habilidades, conhecimentos, competências, experiência profissional e educação.

O capital humano é considerado um dos principais fatores para o crescimento econômico de uma empresa, já que é responsável por aumentar a produtividade e a qualidade do trabalho realizado.

Empresas que investem em capital humano podem esperar obter ganhos em termos de produtividade e competitividade no mercado. Investimentos em treinamento e desenvolvimento profissional, por exemplo, podem ajudar os funcionários a se tornarem mais eficientes e produtivos.

Além disso, os empregadores podem recrutar e reter talentos qualificados, o que pode aumentar a eficiência e a produtividade global da empresa.

Ao investir em capital humano, as empresas também podem aprimorar sua cultura organizacional, criando um ambiente de trabalho mais saudável e inclusivo. Isso pode ajudar a melhorar a satisfação e o comprometimento dos funcionários, o que pode aumentar a produtividade e a qualidade do trabalho realizado.

Quando surgiu o termo capital humano?

O termo capital humano surgiu em 1961 por Theodore W. Schultz (Prêmio Nobel de Economia em 1979), quando ele publicou o artigo “Investment in Human Capital”, na American Economic Review.

Mas só ganhou força nos anos 1980, quando os economistas começaram a reconhecer o papel cada vez maior desempenhado pelo trabalho humano na economia. Eles começaram a entender que a produtividade de uma empresa depende do capital intelectual que seus funcionários trazem para o trabalho.

Ou seja, o capital humano se refere às habilidades, aptidões e conhecimentos de seus colaboradores.

Qual o Seu Valor Econômico Para Uma Empresa?

Imagina só, você ter disponível as melhores ferramentas, tecnologias, ambiente de trabalho e capital (dinheiro) para investimento, entretanto, a sua equipe está longe de entregar o seu melhor e por muitas vezes o rendimento é baixo.

Neste cenário, de nada vai adiantar ter as melhores tecnologias do mercado a disposição, se o seu recurso humano não corresponde.

Este é o valor do capital humano para uma empresa, sem ele dificilmente as coisas irão acontecer.

O mercado é muito volátil, e sem uma equipe que acompanhe esta volatilidade, dificilmente você terá 100% do que era esperado, mesmo tendo melhores condições estruturais que a sua concorrência.

Como Desenvolver Da Melhor Maneira Possível o Capital Humano?

O primeiro passo para desenvolver o capital humano de uma empresa é criar um ambiente de trabalho positivo e saudável para os seus colaboradores. Isso inclui oferecer uma remuneração adequada, criar um espaço de trabalho confortável, seguro e promover uma cultura de trabalho baseada na colaboração e no respeito mútuo.

Além disso, é importante fornecer treinamento e desenvolvimento contínuos aos colaboradores, para que eles possam obter as habilidades necessárias para cumprir as tarefas e desempenhar seus papéis de forma eficaz.

Outra forma de desenvolver o capital humano é investir em tecnologias e recursos que possam ajudar os colaboradores a trabalhar de forma mais eficiente.

Por exemplo, o uso de ferramentas de gerenciamento de projetos e de comunicação pode ajudar as equipes a trabalharem juntas de forma mais produtiva.

A introdução de sistemas de inteligência artificial e de aprendizado de máquina pode ajudar a automatizar tarefas repetitivas, liberando tempo para que os colaboradores se dediquem a tarefas mais complexas.

O terceiro passo para desenvolver o capital humano é criar oportunidades de carreira. Estas oportunidades podem incluir a promoção de cargos mais altos, bem como programas de treinamento e desenvolvimento que possam ajudar os colaboradores a desenvolver suas habilidades e conhecimentos.

Por fim, é importante que as empresas reconheçam e recompensem os colaboradores por seu trabalho e desempenho. Isso inclui fornecer reconhecimento público e prêmios monetários, bem como oportunidades de crescimento profissional. A recompensa ajuda a motivar os colaboradores a trabalhar mais e melhor, o que é essencial para o desenvolvimento do capital humano na empresa.

Desenvolver o capital humano pode ser um processo lento e demorado, mas é necessário para o crescimento e o sucesso de qualquer empresa. Seguindo estes cinco passos, as empresas podem criar um ambiente de trabalho positivo para seus colaboradores e oferecer a eles oportunidades de crescimento profissional.

Conclusão!

Em suma, o capital humano é um importante ativo para as empresas, pois pode ajudar a aumentar a eficiência, a produtividade e a competitividade no mercado. Investimentos em treinamento e desenvolvimento profissional, recrutamento de talentos qualificados e melhoria da cultura organizacional são algumas das formas de investir nesse ativo.

Sugerimos a leitura de:

Engajamento E Experiência Do Colaborado: Saiba A Diferença!

Como os Benefícios Melhoram a Retenção de Talentos

Trabalho em Equipe nas Empresas: Estimule Essa Prática