Notícias

Ver todas as notícias

Na contramão do mercado, empresa baiana mostra que é possível crescer em meio à crise econômica

29.01.16

Situação econômica adversa e incertezas políticas. É nesse cenário de instabilidade que o empresariado brasileiro tem batalhado nos últimos meses para manter as portas abertas e não se tornar mais uma vítima da famigerada crise econômica. E se o panorama atual não é positivo, o futuro também não parece animador. Muitos especialistas no assunto tem sido taxativos em afirmar que as perspectivas de reversão desse cenário em um curto prazo são improváveis.

A esperança de dias melhores, no entanto, não deve ser descartada. Em situações adversas como o momento atual, a saída para as empresas pode estar em uma palavra de origem inglesa, costumeiramente presente no vocabulário corporativo: benchmarking. Aprender com companhias que, mesmo diante da recessão econômica brasileira, permanecem em um ritmo acelerado de crescimento, é uma alternativa inteligente e facilmente adotável pelos gestores.

Para início desse exercício, uma boa referência de sucesso é a Nutricash. A companhia baiana de meios de pagamentos corporativos, uma das referências do mercado em benefícios ao trabalhador e gestão de frotas, conseguiu crescer 25% em relação a 2014, além de ampliar sua rede credenciada para além de 35 mil estabelecimentos. “Crescer na ordem de dois dígitos em um cenário estável de mercado já é um grande feito. Atingir essa marca levando em conta a atual situação econômica do país, é um marco bastante notório”, revela o Superintendente Comercial, Marketing e Produtos da Nutricash, Luciano Engel.

Os méritos da Nutricash podem ser explicados, sobretudo, na preocupação contínua com a qualidade dos seus serviços, na inteligência de mercado e na solidez financeira da organização. “Atuamos em mercados bastante competitivos, concorrendo com grandes players o que nos desafia a investir constantemente no aprimoramento dos nossos produtos e, principalmente, na qualidade de atendimento aos nossos clientes”, revela Luciano Engel.

O êxito na ampliação de sua carteira de clientes tem como um dos responsáveis direto o investimento em ferramentas e processos que tornam mais eficiente a prospecção de clientes, o que tem facilitado a entrada em novos mercados. Em paralelo, a Nutricash mantém rígidas políticas de concessão de crédito e cobrança a fim de mitigar o risco de inadimplência, garantindo dessa forma a saúde financeira da instituição.

Entre os mais de 3 mil clientes públicos e privados, as novas conquistas tem ocorrido principalmente na região sul e sudeste do país. Ao todo, são mais de 314 mil cartões Nutricash ativos e 40.000 veículos administrados pelo sistema MaxiFrota, marca que representa os produtos de gestão de frotas da companhia.

Luciano Engel revela ainda que a empresa possui planos de expansão nacional para 2016 com aberturas de mercado nos estados do Rio Grande de Sul e em Espírito Santo, ampliando dessa forma as unidades de negócio da Nutricash para 11 estados. “Essa expansão é um exemplo de que o mercado do sul/sudeste vem reconhecendo a Nutricash como uma parceira que investe em soluções tecnológicas e serviços que trazem ganhos para a gestão dos clientes. Em tempos de crise, não podemos ser aversos a investimentos quando pensamos na satisfação do cliente, pois ela, e tão somente ela, é quem irá trazer resultados financeiros para a empresa”, complementa o gestor.

Sobre a Nutricash:

Fundada em 1993, a Nutricash integra a holding 3P Investimentos e Participações e atua em todo território nacional oferecendo soluções modulares em gestão de pagamentos corporativos que proporcionam economia de custos, praticidade nos processos e maior eficiência na gestão. Atualmente, seu portfólio de soluções abrange com maior ênfase o segmento de benefícios ao trabalhador e o de gestão de frotas através da marca MaxiFrota.

Informações para a imprensa:
Marcelo Gonçalves – Supervisor de Marketing
71 3340-1036 | ncpmarcelo@nutricash.com.br





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *