Notícias

Ver todas as notícias

Aumento salarial X Reajuste de benefícios: qual estratégia adotar?

Gestão - 08.01.18

 

Começo de ano é um bom momento para avaliar a remuneração dos funcionários da sua empresa. No panorama atual em que parece cada vez mais difícil contratar, é preciso ter alguns cuidados para reter seus melhores colaboradores.

 

O primeiro ponto é saber se o salário pago atualmente está de acordo com o nível do trabalhador. Muitas empresas acabam desvalorizando seus profissionais na tentativa de economizar ou por não considerar a realidade do mercado. Isso acaba gerando uma desmotivação nos funcionários e uma tendência a trocar a empresa por outra que ofereça melhores condições de trabalho e de benefícios.

 

Avaliar qual o melhor momento para conceder um aumento de salário e quando ele pode ser substituído por outro tipo de benefício é atitude primária neste sentido.

 

Quando realizar o ajuste salarial

 

Procure estar por dentro de quanto os seus concorrentes estão pagando para os funcionários dele. Você pode descobrir a faixa salarial oferecida pesquisando em sites de recrutamento ou em pesquisas de mercado que apontam a média salarial para determinados cargos, por exemplo. Com esses dados, analise se os seus funcionários estão ganhando a média salarial do mercado. Caso não estejam, verifique se é possível dentro do faturamento da empresa dar um aumento salarial. Ignorar esses valores pode criar o risco da saída de profissionais.

 

Outra situação propícia a um aumento salarial é quando a empresa está demandando muito mais dos seus empregados do que de costume. Além de mostrar que valoriza o trabalho dos seus profissionais nessa boa fase da empresa, você não corre o risco de perder os seus melhores profissionais para a concorrência já que eles se sentirão recompensados pelo esforço extra.

 

Troque o aumento salarial por benefícios

 

Mesmo que você perceba que está pagando abaixo do mercado e que o trabalho aumentou ou que a concorrência ficou mais acirrada, às vezes um incremento financeiro não é a melhor opção. Algumas empresas preferem oferecer benefícios para os seus empregados, como folgas remuneradas, prêmios, viagens, auxílios (combustível, refeição, alimentação etc.) e outras vantagens que se somam ao salário.

 

Essa estratégia é uma excelente forma de criar uma cultura de recompensa na empresa sem necessariamente praticar aumento nos salários. É importante lembrar que aumento de salário significa aumento de impostos, logo, mais custos. Por isso, oferecer benefícios ao trabalhador gera uma economia, já que esses benefícios não incidem em encargos para a empresa que está oferecendo o benefício e, ainda assim, mantém seus funcionários motivados com o trabalho. Para quem já oferece algum desses benefícios, um reajuste no valor oferecido já é de grande valia.

 

A Nutricash possui em seu portfólio de produtos diversos benefícios ao trabalhador que oferecem praticidade para ele fazer desde suas refeições diárias, compras de mercado, compras em livrarias, lojas de presentes, a serviços em clínicas ou aquisição de combustível e serviços automotivos. Um exemplo bastante solicitado é o cartão premiação Nutricash Premium que é utilizado em premiações de campanhas de vendas, datas comemorativas ou campanhas de incentivo.

 

A lógica de oferecer vantagens além das mínimas exigidas é simples: valorizar a mão de obra (inclusive nos momentos de crise econômica) faz bem para a saúde dos negócios. Quando o dinheiro fica escasso e os salários são congelados, as organizações devem ir atrás de alternativas para prestigiar sua equipe pelos resultados superados. No caso da concessão de benefícios ao trabalhador encontra uma ótima e eficiente maneira de atrair e reter talentos.

 

Em ambos os casos, é necessário avaliar o contexto da situação da empresa e de seus funcionários para que se decida qual das estratégias acima é a melhor para o momento em questão.





Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *